Eurovision

France 2 afirma que sua canção está dentro das regras da EBU

Caso semelhante aconteceu com Jamala

17 de Fevereiro de 2017 - por Marcus Javarini
17 02 2017

Como foi noticiado aqui pelo ESCPedia, a canção ‘Requiem‘, que representará a França na voz de Alma, foi interpretada em um concerto pela cantora em 2015 e poderia ser desclassificada da competição, como consta em um vídeo do Youtube. Agora, a emissora do país, France 2, confirmou que ‘Requiem‘ está dentro das regras da EBU:

Tudo foi feito dentro das regras. Esse vídeo só prova que a canção não foi feita para o Eurovision. Ela foi lançada enquanto Alma não tinha uma gravadora.

Não é a primeira vez que isso acontece. A vencedora do Eurovision 2016, Jamala, já havia interpretado sua canção ‘1944‘ em um concerto em 2015, porém a EBU entendeu que, mesmo sendo interpretada antes da data permitida, isso não afetaria os outros participantes e nem teria vantagem sobre os mesmos.

A regra da EBU que diz respeito ao lançamento das canções diz o seguinte:

A composição (letra e música) não deve ter sido lançada comercialmente antes de 1 de setembro de 2016. No caso de a composição ter sido disponibilizada ao público, por exemplo, mas não limitado a plataformas de vídeo online, rede social, a emissora pública deve informar ao Supervisor Executivo do ESC, que terá autoridade para avaliar se a composição é elegível para participação no Evento. Em particular, o Supervisor Executivo do ESC deve avaliar se tal divulgação antes da data de liberação é suscetível de conferir à composição uma vantagem no evento em relação às outras composições. A autoridade executiva do ESC autorizará ou negará a participação de uma composição que possa ter sido disponibilizada ao público, conforme aconselhado acima, sob reserva da aprovação prévia do Grupo de Referência.

Sendo assim, não existe nada que impeça Alma de representar a França com ‘Requiem‘.

Fonte: Eurovoix

Veja mais sobre:

x Close

Curta nossa página no Facebook