Eurovision

BHRT receberá ajuda para evitar falência

Emissora encerrou atividades no ano passado

14 de junho de 2017 - por Marcus Javarini
14 06 2017

Vários organismos europeus realizaram ontem, dia 13, uma reunião na capital da Bósnia e Herzegovina, Sarajevo, para discutir os problemas que afetam a emissora estatal do país, BHRT. Como se sabe, a emissora encerrou suas transmissões na metade do ano passado por problemas financeiros, com dívidas que chegam a 20 milhões de Euros (Quase R$73.700.000,00). A reunião contou com a presença de representantes da EBU, Associação de Jornalistas da Bósnia e Herzegovina, Conselho da Europa, Organização para a Segurança e Cooperação na Europa, Federação Europeia de Jornalistas e algumas emissoras do sudeste europeu, além da própria BHRT.

Apesar de não terem sido divulgados detalhes acerca das pautas da reunião, a diretora geral da EBU, Ingrid Deltenre, comentou:

O serviço público de radiodifusão é algo fundamental nas sociedades democráticas. Aconselhamos as autoridades da Bósnia e Herzegovina a tomar medidas urgentes para garantir o futuro do sistema nacional para que ele possa ter um papel ativo na promoção e no fortalecimento da democracia, promovendo a tolerância étnica e assegurando a coesão social.


A Bósnia e Herzegovina no Eurovision

O país estreou na competição em 1993 e participou regularmente do Eurovision até 2012, exceto em 1998 e 2000 onde ficaram de fora da competição. Em seu histórico, a Bósnia e Herzegovina teve resultados medianos, na maioria das vezes abaixo do 10º lugar. O melhor resultado do país veio em 2006 onde Hari Mata Hari atingiu o terceiro lugar na competição com a canção ‘Lejla’. Além de 2006, a nação ficou dentro do top 10 em 5 das 18 participações no Eurovision. A última aparição do país foi em 2016, onde Deen e Dalal feat. Ana Rucner e Jala representaram a nação com ‘Ljubav je‘ que não se classificou para a final. Relembre:

Fonte: ESC Portugal

Veja mais sobre:

x Close

Curta nossa página no Facebook