Análises

Às vezes, só o visual não basta!

Letônia: Triana Park - "Line"

13 de Março de 2017 - por Marcus Javarini
13 03 2017

Ficha Técnica

  • País: Letônia
  • Artista: Triana Park
  • Título: Line
  • Data de Lançamento: 09 de janeiro de 2017
  • Autor(es): Agnese Rakovska, Kristaps Ērglis e Kristians Rakovskis
  • Emissora: LTV
  • Método de seleção: final nacional (Supernova)

Biografia

Triana ParkTriana Park é uma banda formada em 2008 por Agnes Rakovska e seu pai Aivars Rakovski. No mesmo ano em que começaram a tocar juntos, participaram do Eirodziesma com a canção “Bye Bye”, ficando na quarta posição. No ano seguinte, voltaram a tentar representar a Letônia no Eurovision, obtendo mais um quarto lugar.
 
Seu primeiro álbum, EnterTainment, foi lançado em 2010 e contou com 16 faixas, incluindo as duas propostas do Eirodziesma. Ele foi indicado ao Latvijas Mūzikas ierakstu gada balva 2010 em duas categorias: melhor estreia e melhor álbum de música alternativa. Nos anos seguintes, a banda seguiu tentando representar a Letônia, ficando em 6º lugar em 2010 e desistindo da final em 2011, por causa de um problema de saúde da vocalista Agnes.
 
Em 2014, lançam o EP Triana Park, co-produzido pelo estoniano Ago Teppand. Ele fpoi gravado depois do grupo voltar de uma temporada nos Estados Unidos e no Canadá, onde participaram de alguns festivais. Em 2017, voltaram tentar representar a Letônia, dessa vez vencendo o Supernova com mais de 50% dos votos na final.


Galeria


Capa para Facebook


Clipe Oficial


Análise

Os intérpretes

Triana Park

É inegável que a Letônia tem como representante no Eurovision um banda relativamente famosa dentro do país. Como se sabe, eles já tentaram ir para a competição outras vezes, mas só agora conseguiram a passagem para o festival. Um dos destaque em relação aos outros artistas escolhidos é que o visual chama bastante a atenção, o que combinado com a apresentação certa, pode causar um efeito bem interessante ao vivo, assim como aconteceu na seletiva nacional. Já o maior problema da Letônia foi ter escolhido o concorrente mais famoso, ao invés de o mais coerente para o festival, o que pode não gerar tantos frutos em termos de resultado. Nota: 6/10

A canção

Triana Park

A proposta letã é um diferencial na competição. Num ano repleto de baladas e músicas mais lentas,”Line” nada contra a corrente em sua melodia e com certeza irá se destacar dentre as demais – ainda que sua semifinal seja a que menos terá baladas. Ainda assim, mesmo tendo uma proposta alternativa e mais agitada, a música se mostra fraca para a competição, com um refrão repetitivo e que é facilmente esquecido quando ouvido junto a outras candidatas. Ou seja não basta ter um estilo musical diferente para conseguir algum resultado. Nota: 4/10

O apelo com o público

Triana Park

Quem acompanha os fóruns e grupos das redes sociais sabe que a Letônia não chega nem perto de ser uma das favoritas do ano, justamente pela canção não ter chamado a atenção, mesmo com roupas extravagantes e muito neon. A escolha dos Triana Park prova que não basta apenas ter um representante famoso na competição, deve-se também ter um produto de qualidade e que atraia público, para que o prestígio do artista seja apenas um adicional em algo que já é bom. Consultando as casas de apostas, lugar propício para medir a popularidade de um país, podemos ver a Letônia na metade de baixo da tabela, demonstrando essa falta de interesse em relação à entrada. Nota: 3/10

O conjunto da obra

Triana Park

É indiscutível que a Letônia fez uma escolha equivocada, dando destaque à fama do artista e esquecendo que só isso não é o suficiente. A banda, apesar de talentosa, provavelmente não irá muito longe no festival em decorrência de sua música que é esquecível e demasiado repetitiva. Ainda assim, se a Letônia concorrer com uma boa apresentação, poderão alcançar uma vaga na final e manter o histórico de classificações que o pais carrega desde a introdução de sua nova seletiva (Supernova). Tudo dependerá da forma como “Line” será colocada no palco e na televisão – mesmo fator que levou a Geórgia à final em 2016. Nota: 4/10

O veredito

Triana Park Veredito 2017



E amanhã…

JOWST

A temporada de análises do ESCPedia continua amanhã, com nosso veredito sobre “Grab the moment“, canção de JOWST que representará a Noruega.

x Close

Curta nossa página no Facebook