Análises

Orgulho cigano

Hungria - Joci Pápai - "Origo"

25 de março de 2017 - por Fabiana Silva
25 03 2017

Ficha Técnica

  • País: Hungria
  • Artista: Joci Pápai
  • Título: Origo
  • Data de Lançamento: 23 de dezembro de 2016
  • Autor(es): József Pápai
  • Emissora: MTVA
  • Método de seleção: final nacional (A Dal)

Biografia

Joci PápaiJózsef Pápai tem 35 anos e, desde criança, já mostrou grande interesse pela música, inspirado por seu irmão mais velho. Sua primeira aparição pública, no entanto, foi em 2005, quando participou da segunda temporada do Megasztár, sendo eliminado na rodada de repescagem. Seu primeiro single foi lançado neste mesmo ano e se chamava “Ne nézz így rám“.
 
Seu maior sucesso veio dez anos depois, “Mikor a test örexik“, em parceria com o cantor Majka. Em 2017, fez sua estreia no A Dal, seletiva da Hungria para o Eurovision, com o tema “Origo“. Ele se classificou diretamente em todas as etapas e, na final, foi o mais votado tanto pelo júri, na primeira rodada, quanto pelo público, na segunda rodada, ganhando o direto de representar a Hungria em Kiev.


Galeria


Capa para Facebook

Timeline Joci Pápai


Clipe oficial


Análise

O intérprete

Joci PapaiJoci Pápai vem ao Eurovision 2017 com um intuito: exaltar sua ‘origem’ em três minutos. Ele tem a canção ideal para mostrar algumas de suas qualidades, como a facilidade para realizar os melismas da música romani e a propriedade para cantar rap. Contudo, o próprio cantor confessou que fica muito nervoso antes de se apresentar e isso ficou claro durante o A Dal, onde ele teve problemas na parte vocal e esteve ‘travado’ em vários momentos da performance. Ele tem o que é preciso para conquistar uma boa posição, mas precisa trabalhar na respiração e no contato visual, além de controlar seus nervos. Nota: 7,0/10

A canção

Joci PápaiInvejo a coragem da Hungria, que mesmo sem ter uma regra que exija que as canções sejam cantadas em idioma nativo, ainda envia propostas em húngaro para o Eurovision. Esse é um dos pontos em que “Origo” se destaca e provavelmente ela perderia todo seu charme se fosse traduzida para o inglês (vamos lembrar que o próprio Joci não fala e nem mesmo canta em inglês e isso poderia prejudicar o resultado final). Mas não é só no idioma que a proposta húngara chama a atenção: ela tem uma mescla interessante entre o tradicional da música cigana e o moderno da batida eletrônica e do hip-hop; além do mais, a construção de sua melodia conta uma história por si só. Por ser tão diferente, pode causar estranheza nos fãs de música pop ou nos votantes mais conservadores. Nota: 9,5/10

O apelo com o público

Joci PápaiA Hungria tem uma proposta arriscada, que praticamente não permite ao público achá-la apenas ‘ok’ – ou você a ama e a acha a melhor coisa que já aconteceu para o festival, ou você a acha muito alternativa e nem a consegue ouvir. Ela aparece em muitos top-10, mas nem sempre na primeira posição; nas casas de apostas, ela é a 21ª colocada, enquanto no aplicativo My Eurovision Scoreboard ela ficou apenas na 27ª posição. Sobre a popularidade do vídeo, usamos como termômetro não o canal oficial do Eurovision, mas o da Magneoton, gravadora de Joci – são 4,5 milhões de visualizações e mais de 37 mil ‘likes’, contra 3 mil ‘deslikes’. Muitos dizem que não entendem uma palavra do que ele canta, mas que sentem suas emoções e que isso torna “Origo” especial. É algo que vale bastante! Nota: 7,5/10

O conjunto da obra

Joci PápaiApesar de uma excelente canção nas mãos e de um clipe bem emocionante, a forma como a mensagem foi traduzida durante a performance do A Dal deixou a desejar. Além dos problemas citados em tópico acima, a forma como o conjunto foi construído não fez tanto sentido. A ideia da dançarina é boa, assim como a interação entre Joci e ela pouco antes do rap, porém eles deveriam interagir mais e o trabalho de câmeras poderia ser mais efetivo. Ainda assim, a Hungria parece ser um classificado certo para a final e, se resolver esses pequenos percalços, deve lutar por um lugar no top-10, sendo impulsionado pela grande quantidade de baladas da edição. Nota: 8/10

O veredito

Veredito Hungria Eurovision 2017



E na segunda-feira…

Salvador Sobral
A temporada de análises do ESCPedia continua na segunda-feira, com nosso veredito sobre “Amar pelos dois“, canção de Salvador Sobral que representará Portugal.

x Close

Curta nossa página no Facebook