Eurovision

RAI divulga mudanças no Sanremo

12 de outubro de 2017 - por Marcus Javarini
12 10 2017

A estatal italiana RAI divulgou recentemente as regras de participação da próxima edição do tradicional Festival di Sanremo. Uma das principais mudanças, que já foi divulgada há alguns meses, é que Carlo Conti deixará o posto de diretor artístico da edição, passando o cargo para Claudio Baglioni. 

O Sanremo continuará com duas categorias, o Campioni – de artistas famosos – e o Nuove Proposte – de artistas novos. Ambas as categorias terão a volta dos duetos, que foram abolidos em 2011. Cada artista poderá chamar um convidado para interpretar a sua música, o que irá agregar pontos ao placar final.

A categoria Campioni, que é de onde a RAI convida o artista para ir ao Eurovision, continuará tendo 20 artistas concorrentes (no ano passado também seriam 20, mas a RAI decidiu adicionar dois artistas devido ao alto nível das propostas enviadas), enquanto a categoria Nuove Proposte continuará com oito competidores. Diferente dos anos anteriores, não haverá eliminações durante a semana. As apresentações ganharão pontuações do juri, imprensa e televoto e a decisão será tomada apenas no sábado, dia 10 de fevereiro. Outra mudança é que as músicas poderão ter até 4 minutos de duração, ante 3:30 nas edições anteriores.

Segue o cronograma do Sanremo 2018:

Terça (6/02): Os 20 artistas da categoria Campioni interpretarão suas músicas pela primeira vez;

Quarta (7/02): Metade dos artistas – 10 Campioni e 4 Nuove Proposte – se apresentarão;

Quinta (8/02): A segunda metade dos artistas se apresentarão;

Sexta (9/02): Os 20 Campioni se apresentarão em duetos com artistas convidados e haverá a final da categoria Nuove Proposte;

Sábado (10/02): Todos os artistas, Campioni e Nuove Proposte, se apresentarão pela última vez. Os três melhores classificados irão para a super final, onde o vencedor será definido.


A Itália no Eurovision

A Itália é um dos fundadores do Eurovision e já venceu a competição duas vezes: em 1964 com Gigliolia Cinquetti interpretando a canção ‘Non ho L’età’ e em 1990, onde Toto Cotugno venceu a competição com a canção ‘Insieme: 1992’. Em 1998 o país fez uma interrupção de 12 anos na competição sem nenhum motivo aparente, retornando em 2010 onde participou em todas as edições desde então, obtendo bons resultados como integrante do Big-5. Em 2017 Francesco Gabbani representou o país com ‘Occidentali’s Karma’. Apesar de ser de longe o favorito do ano, o país terminou na sexta posição na final. Relembre:

Fonte: Eurovoix

Veja mais sobre:

x Close

Curta nossa página no Facebook