Entrevistas

Robin Bengtsson: “Eu definitivamente começarei no backstage no Eurovision”

É terceiro nas casas de apostas

30 de março de 2017 - por Fabiana Silva
30 03 2017

English version here

Robin Bengtsson1) Swedish idol e Melodifestivalen estão completamente relacionados um com o outro (desde 2010, cinco representantes suecos saíram do programa). Que semelhanças você vê entre essas duas competições?

R: Eu acho que já foi provado que o IDOL é uma grande “escola” para qualquer coisa que você queira fazer depois em sua carreira, seja o Melodifestivalen ou não. Ele te dá uma grande confiança para trabalhar com as câmeras e com tudo relacionado a isso. Você aprende a atingir o público de uma forma que os artistas nunca tinham feito antes desse tipo show de talentos existir!

2) Você está seguindo um estilo mais pop, cheio de swing e sensualidade. Como você descobriu que este seria o estilo perfeito para você? Que artistas te inspiraram a ser quem você é hoje na música?

R: Eu simplesmente adoro músicas lúdicas e com alma. A música é o que te deixa de bom humor. Eu me inspiro por muitos estilos diferentes, de música soul antiga à hits da atualidade!

3) Justin Timberlake fez durante os Oscars algo similar que você fez em sua performance de “I can’t go on”, começando do backstage. Você viu a performance dele? Se viu, o que você achou dela? Veremos algo similar no Eurovision?

R: Sim, eu ouvi que ele fez algo similar, mas não assisti. Talvez ele tenha visto minha performance e se inspirou nela? 😉 Não, sério, eu definitivamente começarei do backstage no Eurovision, assim como no Melodifestivalen!

4) Você teve que mudar uma palavra de sua música por causa das regras do Eurovision – fuckin’ para freakin’ – e alguns fãs não gostaram muito disso. Você acha que essa regra dos ‘palavrões ‘ deveria ser adaptada, aceitando canções sem a intenção sexual ou agressiva? Você gravou esta versão ‘clean’ antes do Melodifestivalen?

R: Bom, eu escolhi regravá-la no dia depois da minha semifinal em Växjö. Não foi por causa das regras do Eurovision, mas por causa de reclamações sobre a letra. Foi tão fácil mudar e não senti a necessidade do uso da ‘palavra com F’. Eu não tinha ideia que eu, na verdade, iria ganhar a competição. Mas isso acabou sendo a escolha certa, porque me parece bem só lançar a versão não explícita agora!

5) Você esperava que a Loreen estivesse fora da final? A final ficou mais imprevisível já que ela não estava competindo?

R: Eu realmente achei que iria vê-la na final… Eu fiquei muito surpreso com os resultados de sua semifinal. mas sim, acho que isso deixou a continuação da competição bem mais imprevisível, já que ela estava fora.

Robin Bengtsson6) Quando eles chamaram teu nome como o vencedor, as pessoas ficaram surpresas, porque Wiktoria era a maior favorita para vencer. Você também se surpreendeu? O que veio à sua cabeçã quando eles disseram que você iria representar a Suécia em Kiev?

R: Eu fiquei TÃO surpreso e tinha certeza que Nano, Wiktoria ou Jon Henrik iriam ganhar. Mas eu fiquei super feliz, claro, e mal posso esperar para representar a Suécia e conhecer todos os adoráveis fãs de Eurovision em Kiev e na minha promo tour europeia!

7) Você estava em segundo nas apostas, tendo apenas a Itália na sua frente. A Áustria em 2014 e a Ucrânia em 2016 não estavam em primeiro, mas ainda assim ganharam. Você checa essas previsões? Elas te influenciam de alguma forma?

R: Eu as olho de vez em quando, mas isso não me deixa nervoso ou algo parecido. Eu apenas estou animado em fazer isso e os resultados não são tão importantes. Eu ADORARIA vencer o Eurovision Song Contest, mas só de estar ali é bem mais do que eu poderia desejar para minha carreira.

8) Você fez uma piada dizendo que trará um macaco dançando na esteira e alguns fãs não reagiram tão bem a isso. Como você lida com esses fãs que têm opiniões fortes?

R: Oh, eu não sabia disso! Eu não quis ofender ninguém, claro, mas eu estava fazendo uma piada sobre fazer a mesma coisa que a Itália, com alguém vestido de gorila, mas claro que eu não estava falando sério. Desculpe se eu ofendi alguém!

9) Qual é a primeira coisa que vem à sua cabeça quando dizemos Brasil? O que você sabe sobre nós?

R: Ótimos jogadores de futebol e bela natureza… Eu também tenho um bom amigo que é daí, então eu penso nele!

10) Mande uma mensagem aos fãs brasileiros.

R: É incrível ter pessoas no Brasil me apoiando, e eu gostaria de conhecer todos vocês algum dia!!!

A equipe do ESCPedia deseja a Robin Bengtsson uma incrível promo tour e uma performance incrível em Kiev!

Não perca nossa análise de “I can’t go on”, que será publicada no sábado!

x Close

Curta nossa página no Facebook