Eurovision

Zurab Alasania pede demissão da NTU

"Eurovision só agravou os problemas da NTU"

01 de novembro de 2016 - por Fabiana Silva
01 11 2016

Zurab Alasania não é mais o diretor geral da NTU. Em entrevista para uma publicação da Ucrânia, ele comentou os motivos que o fizeram entregar o cargo:

As restrições acontecem em todos os passos da NTU, a cada dia, por quase três meses. Eu não sei por que exemplos começar – a quantidade é muito grande. Para cada item de despesa, tínhamos que lugar no gabinete. Bem, as maiores brigas foram porque não podíamos gastar dinheiro com salários e não podíamos contratar pessoas novas.

Zurab afirmou que esse é um problema geral da emissora e que o Eurovision apenas o agravou:

O Eurovision é apenas um dos problemas. Os problemas sempre estiveram ali entre a NTU e as autoridades, e sempre foram solucionados com grande dificuldade. Mas o Eurovision agravou esses problemas. Como podemos trabalhar na preparação do Eurovision sem pessoas? 90% do trabalho tem que ser feito por pessoas de fora da NTU, essas tarefas têm que ser terceirizadas. E não podemos contratá-los. Nem estou falando de salários para estrangeiros, expatriados, aqueles que, entre outros, deveriam se engajar na produção do show e que deveriam ser convidados para trabalhar. Seus salários, às vezes, são muito mais altos! Mas não podemos gastar dinheiro com isso. Temos muitos destes problemas. Não podemos nem comprar alguma coisa – não nos é permitido e é isso!.

O ex-diretor ainda fala mais sobre seu pedido de demissão da NTU:

O motivo pelo qual eu me demiti foi que não há mecanismo de fundos para o Eurovision e que o orçamento para o Eurovision foi incluído no orçamento geral da NTU. E isso é um desastre para uma emissora pública.

Para ocupar o cargo de Zurab, a NTU está considerando vários nomes, entre eles o de Oleksandr Kharebin (que já trabalhou como diretor da revista Expert Ukraine e que já esteve envolvido com o Eurovision anteriormente), Hanna Bychok (diretora financeira da NTU), Vlad Baginsky (editor de programas musicais da NTU e responsável pelas seletivas ucranianas dos últimos anos) e Victoria Romanova (chefe da delegação ucraniana).


Eurovision 2017

O Eurovision 2017 acontece nos dias 9, 11 e 13 de maio, na capital da Ucrânia Kiev. 43 países farão parte do festival.

Fonte: ESCKaz

Veja mais sobre:

x Close

Curta nossa página no Facebook