Eurovision

Toñi Prieto fala sobre o caso Objetivo Eurovisión 2017

Confirma que sua filha trabalha para a Sony

16 de fevereiro de 2017 - por Fabiana Silva
16 02 2017

Em declaração dada ao portal Bluper, Toñi Prieto falou pela primeira vez sobre as polêmicas que envolvem a última edição do Objetivo Eurovisión. A chefe de entretenimento da TVE comentou que a mudança no método de votação teve como estratégica “dar mais emoção à seletiva, para que o público não soubesse de princípio quem era o representante em caso de empate“. Ela afirma que eles buscavam um bom show e que tivesse emoção, nada além disso. “Não houve nada estranho“, completou.

Toñi tentou eximir a TVE da culpa pelas queixas dos fãs:

Chego à conclusão de que, ultimamente, não importa o que fizermos com o Eurovision, eles vão se queixar. Sempre temos queixas, ainda estou esperando escutar de alguém algum ano que algo saiu perfeito.

Lembrada do sucesso do #Eurocasting, ela disse que o processo web partiu de sua equipe, que o mesmo grupo que decidiu que uma dessas candidaturas teria lugar na final.

Tudo o que fazemos, fazemos com transparência, não temos nada para esconder. Se quiséssemos que um artista fosse diretamente, pediriamos a ele que vá e não teríamos que passar por nenhum processo. Não somos obrigados a isso. […] Não somos ogros, somos profissionais. Podemos errar, mas fazemos tudo de boa fé e com boas vibrações.


A verdade sobre o #Eurocasting

A equipe do portal Bluper averiguou a informação de que Toñi Prieto e o departamento de festivais da TVE colaboraram para a criação do #Eurocasting. O que foi descoberto é totalmente diferente do que foi dito pela diretora da estatal.

A ideia partiu da equipe de multimídia da TVE, que a levou para a delegação espanhola. Toñi colocou inúmeros percalços e inconvenientes para que esse processo seguisse a diante. Ainda assim, depois de muita insistência, ela cedeu ao entusiasmo de seus companheiros, tendo como base o sucesso do Eurovision nas redes sociais e na web.


Toñi confirma que sua filha trabalha na Sony

Em outra declaração, Toñi Prieto confirmou que sua filha trabalha há dez anos a Sony Music España e que, antes disso, esteve na Universal, na Globomedia e na Videomedia. E, mais uma vez, a diretora quis se livrar do problema, citando que Barei era da Universal e que o artista da Sony era Salvador Beltrán, que não venceu. Ela ainda disse que, em outros anos, havia muitos candidatos da Warner e que sua filha jamais trabalhou ali.

Não tenho nenhum trato de favor com nenhum artista, nem nenhuma gravadora. Principalmente porque meus princípios não me permitem: não seria honesto estar envolvida nisso.

Novamente, a equipe do Bluper checou a informação e descobriu que a filha de Toñi só trabalha há dois anos na Sony – coincidentemente, Edurne foi escolhida internamente naquele ano e era uma das artistas da gravadora. Vale ressaltar que, antes de 2015, a Sony nunca esteve interessada no Eurovision.

Outro detalhe importante: Barei era artista independente em 2016, quando ganhou o Objetivo Eurovisión. Ela assinou com a Universal assim que venceu a seletiva, depois de recusar uma oferta da Sony Music, que não a convenceu. Além disso, Toñi pediu expressamente à equipe técnica que dessem cuidados especiais e atenção para a performance de Manel Navarro, coisa que ela não fez aos outros participantes.


Compositor alega sua canção foi trocada repentinamente

O compositor William Luque, que já compôs diversos temas para seletivas do Eurovision, juntou-se à lista de pessoas que denunciaram a TVE por causa do Objetivo Eurovisión. Em seu Facebook, ele disse que teve sua canção substituída cinco dias antes do anúncio dos finalistas e que o tema colocado no lugar foi justamente “Do It For Your Lover“.

Vamos, minha canção, que casualidade!!! Quando substituíram Chipper e eu pelo indivíduo da SONY cinco dias antes de anunciarem os finalistas do casting interno. Nada é casualidade!!! […] Quando publicarmos a canção as pessoas se darão conta que foi uma frase, sem por nem tirar, quando aconteceu, não tivemos outro remédio senão ficarmos quietos e, ainda mais por você (Chipper), para que não te fechem as portas na RTVE. […] Aquele conto de corrupção passou a ser uma verdade, tal como dissemos.

Chipper (NF Suíça 2016), que seria o intérprete da canção, também falou sobre o assunto através do Facebook:

Isso, William Luque, meu querido amigo, é porque eles sabiam da força que dou no palco em programas assim… e por isso seria outra testemunha da FRAUDE desde minha primeira nota saindo da minha boca […] É a música e a paixão que ganha na verdade, não o dinheiro! Estão loucos!

Não se sabe o nome da canção que Chipper interpretaria e nem quando ela será publicada.


Novela Objetivo Eurovisión

Continue acompanhando a novela da escolha da Espanha para Kiev com o ESCpedia. Leia outros capítulos aqui, aqui e aqui.

Fonte: Bluper, PN Noticias e Eurovisión Pasión
x Close

Curta nossa página no Facebook