Eurovision

Sanremo é confirmado como seletiva italiana

RAI convidará o vencedor

20 de outubro de 2016 - por Fabiana Silva
20 10 2016

A RAI confirmou hoje que o Sanremo será novamente a final nacional do país para o Eurovision. Assim como no ano passado, o vencedor da principal competição musical do país será convidado a representar o país em Kiev; caso ele não aceite, a emissora poderá decidir por outro participante do festival.

O Sanremo acontecerá entre os dias 7 e 11 de fevereiro e será novamente apresentado por Carlo Conti.


Como serão as cinco noites

    1ª noite:
    Apresentação dos 20 artistas da categoria Campioni, que serão votados pelo público (50%) e pelo júri (50%); não haverá eliminação.
    2ª noite:
    Apresentação de 4 artistas da categoria Nuove Proposte, cujos dois mais votados se classificam para a semifinal;
    Apresentação de 10 artistas da categoria Campioni, que serão votados pelo público (50%) e pelo júri (50%) – seis se classificam diretamente para a final, enquanto os outros quatro vão para a repescagem.
    3ª noite:
    Apresentação dos outros 4 artistas da categoria Nuove Proposte, cujos dois mais votados se classificam para a semifinal;
    Apresentação dos outros 10 artistas da categoria Campioni, que serão votados pelo público (50%) e pelo júri (50%) – seis se classificam diretamente para a final, enquanto os outros quatro vão para a repescagem.
    4ª noite:
    Os 12 classificados da categoria Campioni cantarão covers de canções famosas e o melhor cover, escolhido pelo televoto (40%), júri de experts (30%) e júri de telespectadores (30%);
    Os 8 artistas da categoria Campioni que não se classificaram diretamente para a final se apresentarão novamente e três deles serão classificados como wildcards, escolhidos através do televoto (40%), do júri de experts (30%) e do júri de telespectadores (30%);
    Final da categoria Nuove Proposte, na qual os 4 artistas classificados se apresentam novamente e o vencedor será escolhido pelo televoto (40%), júri de experts (30%) e júri de telespectadores (30%).
    5ª noite:
    Apresentação dos 15 finalistas da categoria Campioni, que serão votados pelo público (40%), pelo júri especializado (30%) e pelos presentes no teatro (30%); os três mais votados farão a superfinal, utilizando o mesmo método de votação – o mais votado será proclamado vencedor.

Sanremo e o Eurovision

A canção campeã do Sanremo nem sempre é a canção da Itália no Eurovision. O festival não funciona como uma seletiva tradicional: o campeão terá a oportunidade de representar o país, mas não necessariamente com a proposta com a que venceu. Caso ele recuse o convite, a RAI escolherá um outro participante para levar as cores do país. Desde que voltou ao Eurovision, em 2011, a Itália só não usou esse método em uma oportunidade: foi em 2014, quando escolheu Emma Marrone internamente.

Em 2016, Francesca Michielin foi segunda colocada no Sanremo e, com a recusa dos vencedores Stadio, foi escolhida para representar a Itália em Estocolmo com uma nova versão de “Nessun grado di separazione“.

Fonte: RAI

Veja mais sobre:

x Close

Curta nossa página no Facebook