Eurovision

San Marino poderá processar a EBU

'Elemento surpresa' foi barrado na apresentação

15 de setembro de 2016 - por Marcus Javarini
15 09 2016

A estatal de San Marino, SMRTV, poderá entrar em uma ação judicial contra a EBU em relação a um problema que afetou a apresentação de Serhat no Eurovision 2016. Segundo o diretor geral da estatal, Carlo Romeo, a performance de ‘I didn’t know’ teria como principal recurso a utilização de hologramas, porém, na última hora, a SVT barrou o uso do artifício e o cantor teve que se apresentar apenas com as dançarinas no palco. Carlo também reafirmou que a delegação investiu uma quantia alta em dinheiro para usar holograma, que teve que ser dispensado na apresentação.

Essa notícia só faz aumentar as chances de que San Marino não esteja na próxima edição do concurso. O ESCPedia entrevistou, em julho, o chefe de delegação do país, Alessandro Capicchioni. Na ocasião, ele se mostrou bastante insatisfeito com o novo método de votação. Leia a entrevista completa clicando aqui.


San Marino no Eurovision

O pequeno país estreou no Eurovision em 2008, porém sua segunda participação aconteceu apenas em 2011. Das seis participações na competição, San Marino se classificou para a final apenas uma vez, em 2014, onde Valentina Monetta representou o país pelo terceiro ano consecutivo, desta vez com a canção ‘Maybe’. Relembre:

Fonte: ESC Portugal

Veja mais sobre:

x Close

Curta nossa página no Facebook