Eurovision

Organização está um mês atrasada, afirma diretor da NTU

Ucrânia poderá perder o direito de organizar o Eurovision

27 de novembro de 2016 - por Marcus Javarini
27 11 2016

O diretor geral da NTU, Aleksandr Kharebin, afirmou em uma entrevista ao TSN que os preparativos para o Eurovision 2017 estão atrasados em cerca de um mês, e que a emissora anfitriã já foi notificada pela EBU.

No começo de outubro, a EBU como responsável pelo Eurovision deu para a NTU cartão vermelho pelas preparações e a interrupção da preparação para o Eurovision.

Kharebin afirmou na entrevista que o cartão vermelho recebido pela EBU vem de uma série de problemas, como o atraso no repasse de dinheiro do governo para custear o festival, burocracia, legislação inadequada e atitude desdenhosa de alguns funcionários para a competição. Como se sabe, caso os preparativos estejam muito atrasados para a competição, a Ucrânia poderá perder o direito de sediar o festival.

A TSN ainda afirma que a EBU fará uma realizará sua assembleia anual no dia 8 de dezembro, onde decidirá se a Ucrânia continua com a organização do Eurovision ou se esta passará para outro país.


A Ucrânia no Eurovision

A Ucrânia entrou no Eurovision no ano de 2003 e em 2004 teve sua primeira vitória, com Ruslana interpretando a canção ‘Wild dances’. Após não participar em 2015 devido a prolemas políticos, o país retornou em 2016 para a competição, vencendo a o festival com Jamala, que interpretou a canção ‘1944‘. Relembre:

Fonte: Eurovoix

Veja mais sobre:

x Close

Curta nossa página no Facebook