Análises

O que achamos dos ensaios de hoje do Eurovision 2017

02 de maio de 2017 - por Fabiana Silva
02 05 2017

Ensaios de hoje

  • Sérvia
  • Áustria
  • Macedônia
  • Malta
  • Romênia
  • Holanda
  • Hungria
  • Dinamarca
  • Irlanda

Confira o calendário completo do Eurovision 2017


Sérvia

Fabiana: pra que essa gritaria, menina Tijana? Também não entendi esse dançarino em modo reverso, só enchendo linguiça na apresentação. Senti falta de um pouco de cor e preferia que ela tivesse seguido a ideia do clipe, com aquela bambolê pendurado no teto. Pelo menos o telão com água faz algum sentido, ainda que não seja original. Nota: 4/10

Guilherme: Gritaria desnecessária, dançarino desnecessário, a voz da backing vocal não tem sincronia com a voz da Tijana…Ao menos o telão tá casando com a proposta da música. Se essa apresentação pudesse sumir do mapa, faria um favor pra humanidade. Nota: 2/10 pras chances abissais que a Tijana tem de chegar à final.

Jônatas: não está nada legal, telão meio esquisito, Tijana gritando desnecessariamente, aquele dançarino que fica só rolando no chão é correndo de trás pra frente. Nota: 1/10

Marcus: O telão está bem interessante, mas percebi total falta de harmonia dentre o backing vocal e Tijana, que também está derrapando feio na hora de cantar. Pera, tem um dançarino só? Ai, gente. Nota: 4,5/10

Paulo: mirou na apresentação da Ira Losco e acertou na desclassificação. Sem sentido, sem apelo, sem carisma. Nota: 3/10


Áustria

Fabiana: me julguem, mas eu achei uma gracinha essa interação de Nathan com a lua prateada, dele começar seu show ali sentado. As cores utilizadas como se o dia estivesse amanhecendo, ficaram ótimas no vídeo e deram à performance um ar de magia. O cantor, como sempre, muito carismático e com vocal afiadíssimo. Agora só falta o trabalho de câmeras ajudar! Nota: 8,5/10

Guilherme: Então, to sem entender essa lua até agora, super desconexa com a proposta da música, mas deve funcionar nas câmeras; Ainda assim, ficou muito overdose de glicose (oi, Zöe). E ao menos a voz dele tá no prumo (que é o que deve salvar depois da apresentação horrenda da Tijana). Nota: 4/10 porque to no aguardo da esteira com o gelo seco.

Jônatas: Gostei do elemento utilizado no palco, a lua ficou bem legal e acho que dará mais flexibilidade ao Nathan para desenvolver uma apresentação legal. O telão está meio Zoe, mas está combinando muito bem com os elementos utilizados em sua apresentação. Nota: 7/10

Marcus: Eu gosto da voz dele e tudo parece estar encaixado. O único problema é esse ar de animação da Disney que a Áustria trouxe novamente para o Eurovision, que, convenhamos, acaba dando certo na música. No mais, acho ornamentos muito grandes no palco algo desnecessário. Nota: 6/10

Paulo: a lua poderá funcionar nas câmeras, ela não me incomoda principalmente pelo excelente telão! Nathan está ótimo e achei um sólido ensaio. Nota: 8/10


Macedônia

Fabiana: Jana, querida, eu adoro você, você é uma fofa… mas parece que estou vendo uma apresentação de karaokê amador! O vocal é fraquinho e a coreografia é ensaiada demais (nada natural). Neste caso específico, o telão com cenas da cantora funciona, principalmente porque está intercalado com essas imagens de prédios. A mudança de cores no refrão, com esses tons de vermelho, magenta e azul, também ficaram muito boas. Nota: 4,5/10

Guilherme: Eu gostaria de bater um papo seríssimo com a pessoa responsável pela participação da Macedônia no Eurovision. Ultimamente tá ficando difícil de defender. Agora voltando pro ensaio: Tá certo que é só mais uma que coloca imagens do clipe (e dela mesma), mas nesse caso funcionou, trouxe essa vibe oitentista da música. Sobre ela estar sozinha no palco, sei que é a proposta da música ela dançar sozinha, mas precisa de um jogo de câmeras bem feito pra ocupar os vazios. O ponto negativo fica pra Jana: Ela tá muito robotizada e a voz dela também não ajuda. Um pouco menos de diversão e um pouco mais de Sahlene. Nota: 5,5/10 porque não quero deixar a Jana dançando sozinha.

Jônatas: Esse ano o povo está bem narcisista, no telão só aparecem eles e Jana não está sendo uma exceção – porém o dela está bem legal. Só não gostei da dança, que está muito robotizada e o vocal não está a altura, tem que melhorar um pouco mais. Nota: 5/10

Marcus: Tudo lindíssimo. Confesso que esperava uma apresentação com outras cores, mas esse conceito também está muito interessante. É claro que Jana precisa dar uma melhorada no vocal, é só o que falta. Nota: 6,5/10

Paulo: mais uma que acertou com o telão. Está muito bom e funciona bem com a proposta do país. O vocal da Jana me incomoda, acho que ela precisa melhorar ainda bastante. Nota: 7/10


Malta

Fabiana: que vocal é esse, Claudia? Canta muito a mulher, me arrepiou toda! O vestido branco com o fundo azul é um clássico do clichê, mas ficou lindíssimo com “Breathlessly”. Esse ano é o ano dos telões egocêntricos – enquanto o da Macedônia funciona, pois é combinado com outras imagens e só usa as placas de led, o de Malta já não é tão efetivo, pois ocupa todo o telão do fundo e, dependendo do ângulo, pode ficar estranho no vídeo. Nota: 6,5/10

Guilherme: E o Egovision continua vivo!! Se o negócio funcionou com a Jana, por que não tentar com a Claudia, certo? Errado. O telão com o rosto da Claudia não casa com a performance, que é simples. Windmachine, vozeirão… tudo que uma balada precisa. Deve passar porque é Malta e Malta sempre se escora no júri. Nota: 6/10 porque fiquei sem respiração quando ouvi a voz da Claudia.

Jônatas: Outra com o carão no telão, essa foi a única parte que não gostei. A iluminação e o telão (tirando a parte que aparece a cara dela) estão ótimos, tudo se encaixa perfeitamente à música e seu vocal está perfeito. Nota: 7/10

Marcus: Usar imagens de si mesmo no telão virou moda mesmo, viu? A apresentação está super simples porém parece funcionar muito bem e é o que a música pede. Claudia, como sempre, está confiante e tudo parece harmonioso. Aquele ‘negócio’ de luzes imitando um lustre ficou genial, nunca pensei que aquilo fosse ter uma utilidade a não ser ocupar espaço. Nota: 7/10

Paulo: intimista e tocante, Malta está usando muito bem a iluminação e o telão (desnecessário o rosto da Claudia no fundo, mas depois de tantos anos tentando ela deve querer aparecer o máximo possível). Nota: 7/10


Romênia

Fabiana: “Yodel It!” é super controverso e, em sua apresentação eurovisiva, não poderia ser diferente. Achei os canhões desnecessários, ainda mais na situação em que vivemos; gosto desse conceito energético e cheio de cores, mas o telão durante o refrão me lembra muito mais um dvd da galinha pintadinha do que uma proposta para uma competição musical adulta. O vocal é apenas aceitável. Nota: 3,5/10

Guilherme: Ilinca como sempre muito robótica, Alex como sempre muito solto. Precisa de um equilíbrio entre eles.
A apresentação é bem tosca porque começa tudo fofinho, e do nada entram canhões (que inclusive o Alex caiu dali em um dos ensaios), mas é algo que deve funcionar pra tv. Sinceramente, esperava algo melhor e condizente com a música, mas se é o que o dinheiro deu pra fazer, então vai essa mesmo. Nota: 4/10 pelo tombo do Alex.

Jônatas: gostei muito da performance, está bem vibrante, cheia de cores e, misturado a energia que ambos os cantores transmitem no palco, dará uma ótima apresentação. A única coisa que não entendi foi aquele canhão, nem pra soltar aquelas bombas com papeis picados pelo menos. Aquele canhão só serviu mesmo para o Alex cair, pelo menos rendeu uma boa risada. Nota: 6,5/10

Marcus: o telão é bem interessante até a parte dos sete anões, ai estraga tudo e começa a marmota. Aquilo é um canhão? Espero que eles entrem nele e viajem direto pra Romênia depois da apresentação. Nota: 3,5/10

Paulo: uma explosão de cores, uma bagunça e toda sem sentido. Canhão?? Como, porquê? Romênia vem com a falta de classe e breguerê que lhe é característica (apesar de tudo ruim – música inclusa – os cantores possuem um excelente vocal e são muito carismáticos). Nota: 4/10


Holanda

Fabiana: isso é harmonia vocal – dá até gosto de ver e ouvir. É uma performance simples, que vai precisar de um trabalho de câmeras impecável para chamar a atenção dos telespectadores – mas depois de “Calm After The Storm” e “Slow Down”, esperamos qualidade vinda da Holanda nesse aspecto. Achei o figurino de muito bom gosto e a iluminação está ótima, com essa mudança do azul para o laranja, de volta para o azul. Nota: 8/10

Guilherme: O vocal tá abaixo do esperado, mas elas compensam com sincronia e harmonia. O figurino tá bem bonito, mas parece que tem um pedaço rasgado ali. Uma apresentação simples, mas que pode funcionar. Nota: 8,5/10 porque não quero mais chorar.

Jônatas: Por incrível que pareça, eu gostei muito da apresentação das moças. O figurino, as luzes, o telão, o vocal, tudo está perfeito. Nota: 9,5/10

Marcus: Não sei se é o frio, mas confesso que arrepiei. A Holanda me surpreendeu MUITO com essa apresentação. Não vou falar muito das meninas pois elas dispensam comentários. As cores, o figurino, a coreografia… Tudo encaixa perfeitamente. Estou surpreso. Nota: 9/10

Paulo: me surpreendeu bastante e realmente gostei. Simples, clean e muito bem executado. Acho que funcionará ao vivo. Nota: 8,5/10


Hungria

Fabiana: praticamente sem mudanças em relação ao A Dal. A ideia num geral é boa, mas a foram como ela foi executada deixa a desejar. Joci melhorou o problema de respiração, conseguindo terminar as frases da música sem ficar ofegante. Agora, eles poderiam explorar um pouco mais o lado cigano no telão e, principalmente, no figurino da violinista (esse destoa totalmente do conceito). As labaredas ao redor do palco deram um up no conjunto, mas, sinceramente, esperava mais da minha favorita… Nota: 7,5/10

Guilherme: Vocais ok, telão ok, presença ok… Tá tudo tão ok que chega a ser muito básico, e às vezes ser básico no Eurovision não é o suficiente. Do pedaço que deu pra ver do jogo de câmeras, parece que vai ser uma apresentação bem interessante pro público de casa, mas não creio que causará um impacto a ponto de fazer a Hungria finalista. Muito bacana também a interação da dançarina com o cantor, porém desnecessária a aparição da violinista. Falta também uma vestimenta cigana pra esse povo passar o sentimento da música. Nota: 5,5/10 por causa da origem de Joci.

Jônatas: Não estava esperando nada de surpreendente da Hungria, apenas colocaram uma violinista no palco satélite, fora isso, estão fazendo a mesma coisa da final nacional. No telão eu esperava algo mais intimista, mas pelo menos seu vocal está bom. Nota: 5/10

Marcus: Uma coisa eu tenho que dizer: o detalhe do violino na ‘bolacha’ ficou realmente muito interessante. As cores estão legais, apesar de eu achar que a apresentação pede algo mais escuro e frio. Não entendi o que é aquilo no palco junto com eles, mas parece ser desnecessário. Nota: 6/10

Paulo: olha… violinista no outro palco é totalmente desnecessário, se focasse apenas na dança do casal seria melhor. O telão poderia ser melhor, mais étnico e apelativo. Me decepcionei um pouco. Nota: 5/10


Dinamarca

Fabiana: bom vocal, boa escolha de cores para a iluminação (principalmente o dourado), mas esse telão está muito confuso, tem muita coisa acontecendo ao mesmo tempo nos gráficos e isso tira a atenção do que deveria ser o foco da apresentação, a cantora. Além disso, vendo esse figurino da Anja, me deu uma saudades do vestido vermelho – era bem mais feminino e sensual do que essa loucura de babados em tons pasteis. Nota: 6/10

Guilherme: DEX ALERT. O vocal da Anja tá maravilhoso como o esperado, mas achei que ficou um pouquinho dessincronizado com os backing vocals. O telão não combinou nada com a performance dela, era melhor que fosse monocromático do que essa zona. Agora o visual… ANJA AMIGA, NÃO TEM COMO TE DEFENDER, NÃO TEM COMO FICAR DO TEU LADO. O vestido vermelho era o que dava um charme e sensualidade que o ar da música passava. Se ela continuar com essa marmota, parabéns porque ela conseguiu ser pior do que a Islândia e a República Tcheca. Tá uma apresentação “assistível”, mas muito abaixo do potencial da Dinamarca e nada conexa com a proposta da música. Nota: 7/10 pra Anja não ficar desarmada agora e lutar por essa vaga na final.

Jônatas: Fiquei um pouco decepcionado, esperava algo mais impactante, algo que chamasse mais a atenção do público. Achei o telão sem graça, ele deveria “dançar” com a música, mas ao meu ver não funcionou. A única coisa que salvou foi a voz de Anja que está simplesmente perfeita como sempre. Essa performance deverá ter um bom jogo de câmeras para tudo funcionar. Nota: 7/10

Marcus: Eu espero, DE VERDADE, que esta não seja a roupa que ela vai usar na apresentação. Ainda sim, ela canta muito bem e deverá cumprir as expectativas. O telão poderia ser melhor, mas não chega a ser ruim. Nota: 6,5/10

Paulo: tirando o figurino absurdo que a Anja tava vestindo hoje, o resto tá como de sempre: vocal absurdamente excelente, telão é ok e ela é carismática. Nada de surpresas. Nota: 8/10


Irlanda

Fabiana: por que esse balão, Brendan? Olha que não ficou tão feia a combinação entre o telão e o balão e, provavelmente, o trabalho de câmeras deve criar essa impressão de que ele está flutuando sobre o mar, próximo às montanhas. Apesar disso, há muito preto nas imagens – um azul escuro ficaria bem mais bonito em combinação com o já usado vermelho, daria uma impressão melhor de que ele realmente está no céu. E sobre o vocal, continuamos na mesma… Nota: 5/10

Guilherme: O balão no palco ficou bem sofrível, e tem conectividade zero com a letra da música, mas vindo da mesma pessoa que fez o staging da Itália ano passado (sim, a cebola no palco), não esperava nada menos absurdo. O telão tá bonito, pra compensar. A voz dele é muito infantil, mas ainda assim consegue ser um pouco melhor do que os últimos representantes irlandeses (A última intérprete irlandesa com vocais muito bons foi a Niamh lá em 2010). A música não pede movimentação, então a presença de palco tá coerente. De resto, é começar do zero. Nota: 5/10 porque vai morrer antes de tentar passar pra final.

Jônatas: Fiquei um pouco surpreendido com a apresentação de Brendan, o telão está sensacional, gostei bastante, seu vocal está bom também, mas só não entendi a do balão, espero que tenha uma funcionalidade que fique a seu favor. Nota: 6,5/10

Marcus: Estou surpreso com o meu irmão. Achei que teríamos uma apresentação sem graça e previsível, mas esse telão está simplesmente magnífico, sem falar nas cores. Brendan parece não estar indo tão mal no vocal, já que a parte forte da música não foi mostrada. No geral, tudo parece estar nos conformes. Tem um balão ali, gente? Nota: 7/10

Paulo:não entendi o balão, mas espero que tenha um propósito. A Irlanda surpreendeu com um staging magnífico e ouso dizer que foi o melhor ensaio do dia. Nota: 9/10

x Close

Curta nossa página no Facebook